Filosofia da história e civilização em Sílvio Romero: uma leitura de Interpretação Philosóphica dos Factos Históricos (1880) // [Philosophy of history and civilization in Silvio Romero: a reading of Philosophical Interpretation of Historical Facts (1880)]

Abstract
Este artigo tem como intenção apontar algumas reflexões sobre o texto Da Interpretação
Filosófica na Evolução dos Factos Históricos, de Sílvio Romero (1851-1914), apresentado
como tese de admissão para a Cadeira de Filosofia do Imperial Colégio Pedro II. Em seu
ensaio, Romero, que se notabilizaria como nome fundamental da chamada Geração de 1870 e
também como polemista irrefreável, parece se mover tensamente entre a recorrência a uma
filosofia da história e pretensões de cientificidade – que seria assegurada pelo emprego do
método. Antecipando questões que reapareceriam no seu monumental História da Literatura
Brasileira (1888), Romero sugere já em sua tese uma interpretação de Brasil e, não menos, de
história.